quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Sabe-se do Passado

È graças ao que passou
Que sei qual a minha vocação.
Muita gente já sufocou
E ficou retido nessa mesma prisão.

É dar sorrisos e fazer crescer
Os meus que descenderão,
Sem nunca os fazer sofrer,
Pois é na alegria que viverão.

Vivi muito sofrimento
Eu e a minha companheira
Que o mundo me deu como alento
E nunca me deixou cair na cegueira.

Sofri por vê-la sofrer,
Sem nunca o pedir!
Cresci por vê-la crescer
Até o sorriso nos atingir.

Sangue do meu sangue,
Amor do meu amor,
Família unida que me segue
Sonho eu em esplendor.

Nada é mais especial
Que ter um amor a nosso lado
Que partilhe o essencial:
Um sorriso na cara estampado.

Desse casal nascem vidas
Que os unem num só coração,
Onde se vêem lembranças nunca esquecidas
Que revivem uma união.

É com essas vidas que sonho
Viver e sempre crescer,
Pois é por elas que não disponho
Tudo aquilo que nunca hei-de esquecer.